Quando buscar ajuda

O momento de se buscar ajuda não ocorre quando chegamos a extremos, mas sim, no momento em que nos deparamos com dificuldades e questões de difícil resolução que interferem diretamente no andamento de nossas vidas.
Pedir ajuda, solicitando o auxilio de um profissional é reconhecer a importância do cuidado com si próprio e valorizar o seu autoconhecimento.
Atualmente, todos nós estamos sujeitos a tensões diárias presentes em diversos campos de nossas vidas. No ambiente familiar, de trabalho, de estudo e etc. Dessa forma, frequentemente nos deparamos com situações sobre as quais apresentamos dificuldades em lidar.
Os relacionamentos interpessoais, de modo geral, são o principal fator dessas adversidades. Como iniciar, manter, equilibrar e lidar com términos de relacionamentos, são questionamentos frequentes para grande parte das pessoas. Isso claro, falando no sentido mais amplo da palavra relacionamento, levando em conta todo e qualquer envolvimento familiar, afetivo e amoroso. Além dos relacionamentos, obviamente existem muitas adversidades a serem enfrentadas na vida: os problemas de saúde, os obstáculos no trabalho, as preocupações com o passado e com o futuro, as dificuldades financeiras, as fases do desenvolvimento pessoal, a morte e seu consequente luto, as inúmeras mudanças durante a vida e etc. Todos estes e muitos outros pontos são fatores capazes de gerar sentimentos de angústia, ansiedade e depressão, atingindo diretamente o emocional das pessoas, tomando muitas vezes, uma proporção sobre a qual perdemos o controle e encontramos maior dificuldade em caminhar, sentindo-se incapaz e impotente. É neste momento que nos deparamos com a necessidade de mudar a forma de conduzir nossas vidas, e na maioria das vezes, esse é um grande passo para ser dado sozinho.
O sofrimento causado, independente do fator determinante, gera um impacto emocional que embora não pareça, pode sim ser revertido e solucionado. Quando se percebe a interferência negativa deste sofrimento em sua vida, fica claro que chegou o momento de buscar auxílio. É importante que além de perceber essa necessidade, tome coragem para seguir em frente e buscá-la realmente.
Em resumo, a melhor maneira de identificar a necessidade de auxílio psicológico é frente à percepção do quanto prejuízo sua vida esta sofrendo em virtude das dificuldades emocionais. E é através do autoconhecimento e aceitação que podemos nos auto gerenciar e influenciar a própria vida lidando melhor com dificuldades e desafios diários.
Grande parte das pessoas chegam ao consultório ansiosas, em busca de um diagnóstico que possa indicar o fim de sua dor, angústia e algumas vezes culpa por seu sofrimento. Tal diagnóstico não ocorre nas primeiras sessões como esperado e muitas vezes não tem função nenhuma se o paciente não assumir responsabilidade frente ao seu sofrimento e consequentemente ao seu tratamento.
Portanto, esqueça as regras e determinações. Não é preciso adoecer ou sentir-se “sem chão” para buscar ajuda. Para tanto, basta ser humano e precisar dela, independente dos motivos e/ou necessidades inerentes a isso. Quando a vida escorrer pelos dedos e o peso das costas for demasiado, essa sim é a hora de procurar ajuda!
“Consultar um psicólogo não é um ato de fraqueza nem loucura, mas uma demonstração de coragem, lucidez, força e determinação para mudar o que te impede de ser feliz.”
(Ricardo Furtado)
 
 

START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH