Autoestima é fundamental

Autoestima é uma avaliação um tanto quanto subjetiva que você faz de si mesmo, podendo ser positiva ou negativa. 

Essa avaliação é realizada a partir de sentimentos, pensamentos, comportamentos e crenças adquiridos durante a sua vivência. É o valor que você atribui a si mesmo, a percepção que tem sobre si, a forma como se “ama”.

Mas de que importa a autoestima em nossas vidas? 

Já parou para pensar nisso?

Autoestima é fundamental!

O autoconhecimento e aceitação de si, são fatores que refletem em diversos aspectos de nossas vidas e contribuem positiva ou negativamente no percurso de nossos objetivos. A harmonia entre esses elementos irá resultar na construção da sua autoimagem e consequentemente na sua autoestima. A autoestima é enfim o sentimento que nos faz acolher quem de fato somos da forma mais intrínseca possível.

E como está sua autoestima? Como você faz essa análise?

Autoestima e amor próprio

A autoestima e o amor próprio estão diretamente ligados, mas é claro que o amor próprio não se constrói de um dia para o outro, é um processo cheio de pequenos passos e atitudes que realizamos em prol de nós mesmos.

A partir do momento que aprendemos a nos respeitar, a nos colocar em primeiro lugar (e isso não quer dizer desconsiderar o outro), a aceitar nossas qualidades e nossos defeitos, começamos a conhecer e a abrir espaço para o amor próprio.

Autoestima

Trilhe diariamente o seu caminhar na direção do amor próprio olhando para si, se priorizando, aprendendo a dizer não, se admirando, buscando suas qualidades ao invés de priorizar os seus defeitos. Seja menos crítico, o mundo já tem críticos demais, aprenda a ser compreensivo com os outros e consigo mesmo.

A busca pelo amor próprio irá te deixar lado a lado da sua autoestima e quando você aprender a se amar, deixará de aceitar menos do que você merece. Não se contentará com o que não é suficientemente bom para você, não aceitará migalhas, não irá implorar por amor e não irá tolerar relacionamentos abusivos.

Se você é o que é hoje, foi porque se esforçou para isso, então não deve receber menos do que merece não é mesmo?

Dica para ajudar na autoestima AGORA

PARE de se comparar!

Comparações e autoestima

Normalmente, quando nos comparamos utilizamos padrões bem injustos de comparação, como uma vida real e uma rede social. Estamos olhando a linda, bela e “artificial” vida do outro no instagram e comparando com a nossa vida muitas vezes monótona, pensa no quanto esse comparativo é falho, no quanto lindos casais do insta vivem brigando atrás das câmeras e etc.

Além disso, comparativos na maioria das vezes servem para nos colocarmos em um nível inferior. Estamos sempre os utilizando como forma de denegrir a nossa imagem e clarificar o quanto não somos ou não seremos “tão bons” quanto fulano, beltrano e ciclano.

Somente se compare se isso for lhe agregar, lhe trazer algo de positivo, se não evite os comparativos. Para que alimentar um comportamento que lhe traz sentimentos negativos?

Atenção: estamos todos caminhando em uma mesma estrada, mas isso não faz da vida uma competição. 

Venha comigo nessa busca de amor próprio e tenho certeza que irá se reencontrar como pessoa diante de todo esse processo.⠀

START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH