Relacionamento Abusivo: Saiba mais

O termo violência não é exclusivo para agressão física. A violência está presente de forma “silenciosa” em muitos relacionamentos, onde o abuso psicológico é constante havendo liquidação do amor próprio, cerceamento de liberdade, manipulação emocional e muitos outros comportamentos destrutivos.

A violência, não começa na agressão física e sim de forma muito mais sutil com a violência psicológica, o que se torna um relacionamentos abusivo. Os relacionamentos abusivos acontecem quando o parceiro exerce um excesso de poder sobre o outro. Começa de forma sutil, o causando dificuldade na identificação das mulheres quanto a um relacionamento abusivo. Embora comece de forma sutil, a tendência desse tipo de comportamento é se intensificar, trazendo transtornos maiores para o companheiro e para a relação.

Os relacionamentos abusivos contam com características específicas, fique atenta se você encontra algumas características abaixo nas atitudes do seu companheiro:

  • Apresenta ciúme possessivo;
  • Tem comportamento controlador (roupas, dinheiro, trabalho, redes sociais, senhas, horários);
  • Age de forma explosiva e algumas vezes até agressiva;
  • É manipulador;
  • Faz insultos e te humilha;
  • Te persegue;
  • Realiza ameaças;
  • Faz com que você acredite que esteja errada ou que esteja enlouquecendo;
  • Destrói seus pertences, presentes…;
  • Pressiona a fazer sexo, exige práticas que você não gosta, se nega a usar preservativo;
  • Ameaça divulgar fotos e vídeos íntimos.

Se identifica? Em caso positivo, busque auxílio, se fortaleça, se proteja e saiba que acima de tudo você não está sozinha.
Não encontrou, mas conhece alguém que está em um relacionamento abusivo? Acolha, oriente e não julgue. Muitas vezes quando estamos envoltos no relacionamento não percebemos o que realmente está acontecendo, por isso estenda sua mão sempre!

Mexeu com uma, mexeu com todas!
Busque um amigo, busque ajuda de um profissional, busque a delegacia da mulher… Busque auxilio onde sentir-se mais a vontade, mas busque!

LIGUE PARA 180 – Central de atendimento à mulher.

START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH