A_colhendo

O que é o A_colhendo?

O A_colhendo é um projeto que visa colocar o nome em prática, no sentido de “acolher”.

Mas você sabe o que significa a palavra acolhimento? 

É a maneira de recebermos ou de sermos recebidos; recepção e consideração. Não só quando alguém chega à sua casa, mas quando você se dispõe a conversar com um amigo, quando jantam juntos e quando o abraça. Nós devemos acolher até os nossos próprios sentimentos, movimentos e desafios presentes em nossas vidas. E é por isso, que embora seja algo genuíno não é algo simples de ser realizado. Dessa forma, muitos ainda precisam de acolhimento e não são acolhidos

Acolher é tão importante quanto ser acolhido. 

Você já parou para pensar em como se sente quando alguém te acolhe? Pense em quando você estava passando por um desafio e alguém parou para te escutar, como você se sentiu? E quando você foi recebido com um belo abraço em um local onde não se sentia confortável? Ou quando você acolheu, dando amparo às necessidades do outro, como foi?

.Nascemos sendo acolhidos por nossas mães, como se elas fossem uma extensão do ventre materno, continuam nos acolhendo diante das nossas necessidades. Winnicot, chama esse acolhimento materno inicial de holding. Para ele, o aspecto essencial do holding é o “segurar a criança fisicamente no colo”. De acordo com essa mesma teoria, a criança retira desse holding um sentimento de continuidade de existir e a partir daí consegue transformar o seu potencial inato se desenvolvendo individualmente.

Trazendo os conceitos do holding para nossa fase adulta e nossa vivência atual, o que é o acolhimento se não nos sentirmos assegurados pelo outro, mas dessa vez não física, mas emocionalmente. 

Acolher é abraçar no sentido da palavra, independente da forma como o fará, fisicamente, por palavras ou pelo olhar, abrace e acolha. A partir do seu acolhimento, aquele que será acolhido terá o benefício de se reerguer e redesenhar seus caminhos, dando continuidade a sua caminhada.

 

Quantos são os abraços que não demos e que continuamos não dando? Quantos são os abraços que podemos e poderemos dar? Quantos são os que precisam do nosso abraço e do nosso acolhimento?

 

É a partir daí que surge o projeto A_colher, idealizado inicialmente por Amanda Schmitz, psicóloga e hipnoterapeuta, que se abre para uma parceria de sucesso e acolhimento com Ana Albernaz, jornalista e escritora criativa.

 

Objetivos do A_colher

 

Esse projeto visa, além de acolher, capacitar e te incentivar a fazer essa acolhida a quem for preciso dentro de sua trajetória. Estamos aqui para contribuir de forma positiva, trazendo informações e estratégias que beneficiarão o seu processo evolutivo e aquele que estiver sendo acolhido por você. Vem com a gente nessa caminhada e acolhida de sucesso!

 

Quem precisa de acolhimento?

 

Quero acolher, mas quem?

Atualmente, existem milhares de pessoas necessitando de acolhimento, pessoas em grupos de risco, pessoas em situações de violência, pessoas em situação de rua, pessoas em situações de abandono familiar (filhos e pais) e muitas outras.

Nesse momento inicial, nosso foco será para o acolhimento do público LGBTQIA+

 

Público LGBTQIA+

 

A população brasileira LGBTQIA+ no Brasil é estimada em 20 milhões de pessoas. A própria comunidade acredita que essa quantidade esteja subestimada, já que existe uma grande parcela de pessoas que não declararam sua identidade de gênero ou orientação sexual. Mesmo assim, esse número já corresponde a 10% da população.

A idade da “descoberta”, em geral, acontece no período da adolescência junto da chegada do interesse amoroso e do desejo sexual. Porém isso não é um padrão, já que existem pessoas que passam por esse momento anteriormente e pessoas que compreendem sua orientação sexual já na fase adulta. Estar em qualquer um desses espaços é algo normal. O que não é normal nem aceitável é que muitas vezes essas pessoas não são acolhidas dentro do próprio núcleo familiar, por diversas questões, entre elas a cultural e estrutural.

 

As famílias… quem ajuda?

 

E é exatamente por isso que hoje iremos mudar o viés e olhar para esse contexto por um ângulo diferente, vamos olhar para o outro lado, as famílias.

Como será que as famílias recebem essa notícia, como se sentem, quais atitudes reproduzem, quais seus medos e anseios? Algumas vezes essas famílias optam por se afastar da situação por não compreenderem a melhor forma de lidar e acabam levando a situações de distanciamento e silenciamento que podem durar anos.  As famílias também precisam ser acolhidas para aprenderem a acolher, precisam ser olhadas para compreenderem o que está acontecendo dentro do mundo delas. 

O A_colher, neste momento, vem abraçando esse papel de quem precisa acolher as famílias para que então elas possam se reconstruir a partir da compreensão e também do acolhimento que poderão realizar a partir de então.

Conhece alguma família que precisa ser acolhida, traz aqui para nos conhecer. Iremos levar conteúdo e muita informação de qualidade para ajudar cada um de vocês.

Quer ser acolhido por nós? Está no lugar certo!

START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH