6 dicas para você aprender a dizer NÃO!

Você tem dificuldade em dizer não?
Muitas pessoas estão habituadas a não dizer não para os pedidos que recebem. Sejam eles pessoais ou profissionais, a dificuldade pode ser semelhante.
Poxa, qual o intuito de dizer “SIM” para tudo? Ninguém diz “SIM” a tudo porque realmente aceita e gosta de todas as situações. As pessoa dizem “sim” porque buscam evitar situações desagradáveis, tem receio de serem mal compreendidas, tem receio de magoar, sentem necessidade de sentirem-se aprovadas ou pertencentes, têm medo de serem rejeitadas após a negativa e, até mesmo, por vontade genuína de ajudar.
Dizer sim sempre, é se deparar de forma frequente com o sofrimento emocional através da realização de tarefas em prol do outro, o que pode gerar acúmulo para si mesmo e o consequente esgotamento emocional.
Então vamos lá, pense comigo: é IMPOSSÍVEL agradar a todos, não é mesmo? Entendendo isso, a maior parte desses argumentos cai por terra. Além disso, é importante impor limites no contato com o outro, respeitando suas próprias vontades sem passar por cima de si mesmo.
Dizer “não” é também uma virtude! É tão essencial para o equilíbrio da sua saúde mental, quanto para o aumento da sua autoestima, valorizando as suas necessidades e prioridades em primeiro plano. Pegue o controle da sua vida para si e estabeleça aquilo que é prioridade para VOCÊ!
Quer algumas dicas para começar agora?

1º – Sempre que receber um pedido, avalie se ele é a sua prioridade e se ele pode entrar a frente dela. Caso não, seja claro e comunique de forma transparente e objetiva.
2º – Se possível ofereça uma alternativa que seja viável, por exemplo: “Olha fulano, neste momento não consigo te auxiliar, mas após finalizar esse case posso olhar o seu projeto” / ou / “Olha fulano, neste momento não consigo te auxiliar, mas acredito que se você realizar uma busca detalhada sobre Y coisas conseguirá dar andamento de forma mais rápida ao seu projeto”.
3º – Não busque justificativas para negar o pedido. Para o outro basta saber que você tem outras prioridades neste momento, independente de quais sejam elas.
4º – Não se sinta culpado! Você não deixou de pensar no coletivo por isso e sabe que quando for possível irá auxiliar. Não se sabote! Você não é obrigado a fazer tudo, encontrar o equilíbrio é importante!
5º – Lembre-se que não é possível agradar a todos. Isso é natural e você não precisa depender dos pensamentos / julgamentos alheios quando aprende a olhar para si.
6º – Busque o autoconhecimento para que consiga compreender melhor suas emoções e a forma como elas impactam em seu comportamento.
Quer aprender a gerenciar suas emoções?


Entre em contato comigo!

START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH